sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Douglas Preston e Lincoln Child - O Livro dos Mortos



Hoje aqui deixo a minha opinião sobre o último da trilogia Diogenes, uma das melhores trilogias de policiais/thriller que existe publicada!

Aqui temos o culminar de toda a acção! Mas vamos por partes, grande parte da acção passa-se no museu de história natural e incide sobre a colecção egípcia. Ora quem me conhece sabe que o tema Egipto me é muito especial, e este livro foi de toda a trilogia o que mais ansiei ler :)

Adoro a capa! Eu tenho a edição da Ulisseia com a capa do Akenathon (adoro este faraó, pai e sogro de Tutankhamon :))

E a par da preparação do túmulo egípcio para a exposição, eis que nos deparamos com o cenário de uma prisão de alta segurança e o debater de Aloysius Pendergast, o irmão bom, completamente inocente lá encarcerado. Enquanto isso, Diogenes, o irmão terrífico tem espaço de manobra para planear a derrota do seu irmão. Uma rivalidade sem fim que terá um final no terceiro volume daquela que é conhecida como trilogia Diogenes.
Estas acções que decorrem em paralelo despertam o interesse do leitor, tornando o livro apetecível e viciante pois é crescente a curiosidade em saber o desfecho dos dois plots.

Assim sublinho como pontos fortes a acção em primeiro lugar. Contrariamente ao que li noutros blogs que puseram o Enxofre num pedestral e o restante da trilogia de opinião mais fraca, eu considerei toda a trilogia fantástica! Claro que todos os livros têm os seus pontos mais mortos no enredo, mas de modo geral, estes autores cativaram-me. Os livros têm bastante acção, muito mistério e algum enredo amoroso.

Penso que um factor abonatório a estes autores é o facto de estando a descrever as personagens em todos os livros da trilogia e o estado do plot, não se torne estritamente necessário ler previamente os dois livros anteriores.

Está bastante bem o confronto entre irmãos Aloysius/Diogenes e adoro a caracterização de ambos ao longo da trilogia. Também o mistério entre estes irmãos é aqui desvendado e fiquei bastante surpreendida assim como a personagem da pupila de Pendergast, Constance Greene que se mostrou discreta em toda a saga, mostra aqui o seu esplendor.

Um outro factor bastante positivo foi a pesquisa bem conseguida sobre factos históricos referentes ao antigo Egipto, desde o processo de mumificação até à lenda de Ammut, facto que me surpreendeu bastante, tendo aqui a apontar que o faraó em questão não se chama Tutmósis Quatro mas sim Tutmés IV! O único ponto ficcional aqui a apontar é talvez o nome do suposto vizir do faraó, Senef (nunca ouvi falar...).

Com isto faço a ponte para os aspectos negativos do livro que se referem essencialmente à revisão. Existem inúmeros erros ortográficos e uma gaffe que me deixou boquiaberta na pag. 100 da ed. Ulisseia "Laura Croft, põe-te a pau"...pois é estranho...

São livros que recomendo a quem aprecie o género de acção/suspense pois estes livros, na minha opinião, não se enquadram no género de policial convencional.

Ed. Ulisseia ou Arcádia, a não perder!


7 comentários:

  1. Isso são as traduções literais (Tuthmosis the Forth = Tutmósis o Quarto) resultado da falta de revisão científica (as editoras entendem que os romances não precisam de revisores científicos, contudo alguns precisam mesmo, basta lembrar os romances de alguns autores como Christien Jacq ou Elizabeth Peters.

    ResponderEliminar
  2. Boa noite,
    Sou grande fã destes dois senhores e adorei esta trilogia. Estou de acordo quando diz que os três livros são muito bons e acho que quem escolha a sua leitura vai dar por bem gasto o seu tempo.
    Boas leituras
    Carlos Silva

    ResponderEliminar
  3. Sem saber como tenho em casa o "Enxofre". Foi uma daquelas compras na Bertrand em que os livros estavam em promoção e a sinopse me chamou a atenção. Desconhecia que se tratava do início de uma triologia mas assim que acabar os 2 que estou a ler de momento vou começar com ele ;).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que gostes tanto quanto eu! Fico a aguardar a tua opinião ;)

      Beijinho, boas leituras e um excelente fim de semana!

      Eliminar
  4. Verovsky, boa noite! Terminei de ler o "Dança da Morte" e estou procurando "O Livro dos Mortos", mas não encontro, só em sites que o vendem em inglês e em euro (moeda). Você teria alguma indicação para me ajudar a adquirir o livro em português e real (moeda)? Compro tanto novo quanto semi-novo. Obrigada!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Thatiane! Em reais não sei, eu sou de Portugal e conheço uma moça que está a vender um exemplar mas em euros... Desculpa não conseguir ajudar :(
      Beijinho

      Eliminar
    2. Ah, que pena... Bem, de qualquer forma, muito obrigada por responder :) Beijo.

      Eliminar