sexta-feira, 8 de novembro de 2013

James Patterson & Marshall Karp - NYPD Red [Opinião]


Sinopse: AQUI

Opinião: NYPD Red é o primeiro volume de mais uma saga de James Patterson, escrita a meias com Marshall Karp. Não conheço este último autor mas das mãos de Patterson, tinha a certeza de que sairia um livro cheio de acção, adrenalina e suspense. 
Embora deva assumir que, dos livros que conheço de James Patterson, a minha saga preferida é a protagonizada por Alex Cross, NYPD Red proporcionou-me um bom momento de leitura.

De início a trama parecia semelhante ao último livro que li do autor, Perigo Duplo devido à encenação dos crimes no cenário de glamour: as mortes brutais da nata de Hollywood, planeadas por um assassino demente. O roteiro está escrito e quer este homem que se auto-intitula de Camaleão, que elimina, de uma forma brutal, realizadores e produtores da cidade. É aqui, talvez, onde residem as passagens eventualmente mais chocantes.
Às páginas tantas não só a trama como o protagonista diverge aquele que idolatro nos livros de Patterson, Alex Cross. A narrativa é feita sob duas perspectivas: a partir do ponto de vista do vilão, Camaleão e do protagonista, Zach. E interessante ver o lado pessoal de duas personagens tão antagónicas como estas e a forma como ambos tentam realizar os seus objectivos pessoais.

Ainda que seja Zach o detentor do protagonismo do livro, este trabalhará em parceria com a sua ex-namorada Kylie MacDonald na NYPD Red, departamento encarregue de proteger os ricos e famosos, um conceito que por si parece fazer uma triagem do crime mais comum para escolher o joio americano. Esperem execuções meticulosamente calculadas num ritmo vertiginoso e já na fórmula cliché de capítulos curtos, que tornam ávida a presente leitura.

Este início de série peca por subdesenvolver o passado das personagens principais. Porém, penso que tal facto será construído ao longo dos futuros volumes da série. À semelhança de obras anteriores, a vida pessoal das personagens é algo que Patterson valoriza, numa componente tão importante como a de policial propriamente dita. Portanto, menor conhecimento sobre as personagens principais aliado às surpresas menos constantes a nível de enredo podem ser factores que prevêem uma série que melhora a cada volume. 

Finda a leitura confirmo: NYPD Red não conseguiu destronar aquela que é a minha série preferida da autoria de James Patterson. Num estilo mais leve, NYPD Red é claramente um thriller apesar de diferente das suas demais obras (afinal de contas, é um livro que se gere mais pela acção dos acontecimentos, sem as grandes reviravoltas características do género) que me proporcionou uma agradável leitura e um grande momento de entretenimento.


Sem comentários:

Publicar um comentário