sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Tana French - A Semelhança [Opinião]


Agarrei-me a este livro agora que saiu o novo da mesma autora. O coitado parecia que tinha teias de aranha, pois foi comprado em Outubro de 2009 e ainda não tinha pegado nele...

Começando pelos pontos positivos, devo dizer que o facto do livro estar escrito na primeira pessoa, consegue envolver o leitor na história de uma forma bastante intensa. Este começa por contar a história de Lexie Madison, esfaqueada numa casa devoluta. O bizarro na história é que Lexie, é também uma identidade criada pela agente infiltrada Cassie Maddox. O mais estranho é que a própria é extremamente parecida com a vítima a nível físico. Uma história que tem tudo para dar uma excelente leitura!

Mas eis que o livro tem um arranque demorado. Nas primeiras cento e poucas páginas conta-se então o debater da protagonista com a envolvência no caso deste homicídio. E como seria de esperar, Cassie vai levar a sua avante e participa na investigação, assumindo a identidade de Lexie, tentando desta forma descobrir algo sobre a identidade do criminoso. Assistimos à adaptação de Cassie às características de Lexie, para que esta entre no mundo de Lexie e nessa altura somos confrontados com uma série de segredos que esta personagem tinha, desde a relação estranha com os roomates Justin, Rafe, Daniel e Abby até ao surgimento de um diário muito misterioso, que inevitavelmente acaba por ser o elemento que aguça mais a curiosidade do leitor.

Apesar de tudo, devo concordar que o livro está envolto num véu de mistério, pois o leitor tenta desesperadamente saber o que terá acontecido a Lexie e quem seria capaz a matar e se a agente inflitrada Cassie será descoberta ou não.. Mas ao mesmo tempo denota-se uma trama com uma acção um tanto ou quanto lenta apesar da potencialidade que a história tem. Se o livro (que tem 510 pags) tivesse menos umas 200, certamente que daria um excelente momento de leitura.

Não há grandes surpresas em relação ao desfecho da história uma vez que há um número muito restrito de personagens.

É um livro que, na minha modesta opinião, não se adequa àqueles como eu, ávidos por acção a cada virar de página, mas mesmo assim não deixa de ser um livro curioso.

Ainda assim, darei outra oportunidade à autora e já adquiri "Sombras do Passado" que será uma leitura a começar, assim que a pilha dos livros mais prioritários diminuir :)


Sem comentários:

Publicar um comentário