quarta-feira, 11 de maio de 2016

V. C. Andrews - Heaven [Opinião]


Há uns tempos atrás, em conversa com uma amiga, esta sugeriu-me uma autora de seu nome V. C. Andrews. A Carla leu uma saga, a dos Dollanganger, saga esta que foi publicada na íntegra há muitos anos pela Círculo de Leitores. Há cerca de dois anos, foi editado o primeiro livro por cá pela Quinta Essência mas parece-me que a autora caiu no esquecimento.

No ano passado comprei todas as sagas de V.C. Andrews. Cá em Portugal publicaram três, cada uma com cinco livros.
Visto que já conhecia a história dos Dollanganger devido aos filmes, comecei a ler Heaven. Não sabia nada sobre o livro, até porque não consta a sinopse no mesmo, daí que foi uma enorme surpresa, com excepção de que, tal como Os Herdeiros do Ódio, Heaven trata-se de uma saga familiar com uma pesada carga emocional.

Heaven é o nome de uma menina, a narradora da história. Orfã de mãe, sente que o pai a despreza. Mas esta reacção de Luke Casteel é muito diferente para com os irmãos de Heaven. À primeira vista, Tom, Fanny, Jane e Keith são acarinhados pelos avós e pelo pai. A família mora num local onde a pobreza impera. Nem a comida prospera e as cinco crianças têm que aprender a crescer à força depois de um acontecimento trágico na família.

Dei cinco estrelas no Goodreads a esta obra. A razão prende-se com o facto de eu ter ficado chocada com algumas passagens. As crianças passam muito mal, nem comida têm e a irmã mais velha,  Heaven tenta orientar os irmãos nas ausências prolongadas do pai. Abalou-me muito aquela condição de vida tão complicada assim como o feitio de Fanny, que vem a desenhar-se ser problemático em livros futuros. Além disso, as futuras provações a que as crianças vão ser submetidas comoveram-me muito. 

Nas primeiras páginas, a difícil vida desta família difunde-se com a inocência das crianças, no entanto, há um acontecimento que vai mudar a vida dos miúdos, e que irei omitir, obviamente, a fim de trazer o mesmo impacto que experienciei aquando a leitura do livro. A trama é pausada, com uma acção morosa de início mas que, estranhamente, me sugou para aquele ambiente estranho. Nunca consegui desconfiar dos acontecimentos sucessivos, pelo que fiquei absorta uma série de vezes. E esse sentimento intensificou-se a partir do momento em que Heaven vai viver com Kitty e Cal.

O primeiro livro da saga, Heaven, compreende o período de idades da protagonista entre os 12/13 até aos 16/17. Ficará o resto da vida da protagonista para os outros livros. Já li três, vou falar dos mesmos em posts posteriores.

Em suma, para uma série escrita nos anos 80, creio ter sido bastante avant garde. Gostei mesmo muito do primeiro livro, promissor de uma série chocante que tenciono terminar no mês de Maio. Infelizmente são livros que estão esgotados. E a edição da Círculo de Leitores não é das melhores: tem uma letra minúscula e pouco espaçada. Valeria a pena serem reeditados. Isto é bom, muito bom! 


1 comentário:

  1. Olá Vera, sabes o nome dos outros livros desta saga?Fiquei curiosa, mas quero tentar arranjar todos, para ler de uma vez :) beijinhos!Catarina
    p.s-estou a devorar a Karin Slaughter, a ler o Génesis de momento, uma bomba!

    ResponderEliminar