quinta-feira, 28 de abril de 2016

Elle Kennedy - O Pacto [Opinião]


Sinopse: Hannah Wells encontrou finalmente aquela pessoa. Segura e confiante em todas as outras facetas da vida, enfrenta uma série de receios e inseguranças no que toca a sexo e sedução. Se quiser prender a atenção da sua nova conquista terá que sair da zona de conforto... Mesmo que tal signifique ter que aturar o arrogante e infantil capitão da equipa de hóquei... E vai ser tão bom.
Ser jogador de hóquei profissional foi tudo o que Garrett Graham sempre quis, mas as notas de final de formatura ameaçam deitar tudo por terra este sonho, pelo qual tanto tem lutado.
Se ajudar uma morena, muito gira e cheia de sarcasmo, a fazer ciúmes a outro lhe garantir a posição na equipa, que seja! Mas um inesperado beijo leva-os às cenas de sexo mais incríveis das suas vidas, e não vai levar muito tempo até que Garrett perceba que fingir não será o caminho... Terá, sim, que convencer Hannah de que o homem que ela procura se parece em tudo com Garrett.

Opinião: Como sabem, não costumo enveredar com frequência por este género de livros mas quando recebi sem esperar O Pacto (agradeço à Suma de Letras pela agradável surpresa), não hesitei em começar em jeito de desanuviar dos meus policiais.

Com acção num universo universitário, O Pacto é um livro que se lê rapidamente. A trama relembrou-me um pouco uma comédia dos anos 80, Can´t Buy Me Love, uma vez que é feito um acordo: explicações em troca de alguma popularidade na Universidade de Briar. Hannah Wells é a personagem feminina que estava interessada num tipo popular, quase inalcançável mas acaba por se apaixonar por Garrett Graham, um jogador de hóquei que lhe pede algumas explicações a troco de alguma popularidade.

Basicamente a história é esta. A passo a passo acompanhamos a aproximação do casal, o crescimento de uma cumplicidade que acaba por se transformar num sentimento muito bonito. E carnal. Há cenas de sexo, inúmeras até, sem que eu estivesse à espera. Como referi anteriormente num livro deste género, I am OK with that. Também não esperava, talvez pelo facto das personagens estarem na faixa etária dos 20s (e por um outro pormenor que irei omitir afim de evitar spoilers), que a linguagem associada ao sexo fosse sem qualquer floreados.

Ao contrário de outros livros deste género em que os segredos das personagens são revelados numa fase tardia da trama, em O Pacto conhecemos, logo nas primeiras linhas, o que atormenta Hannah. Não que tenha lido muitos livros deste género mas este pormenor pareceu-me diferenciador.
Já os esqueletos no armário de Garrett são revelados posteriormente. Ainda assim, não diria que a personagem masculina nos é misteriosa. Normalmente não costumo gostar do estereótipo dos tipos populares do liceu/universidade mas acabei por sentir empatia por Garrett cujo problemas parecem-me tão complexos como o de Hannah.

O Pacto é o primeiro livro de uma série denominada Off Campus. Alguma pesquisa levou-me a perceber que os volumes seguintes debruçar-se-ão sobre os amigos das personagens e que têm papeis fugazes nesta trama. O que me parece interessante. Apesar de ter simpatizado com o casal e da sua situação ter tido um desfecho desejado, creio que iria gostar de revisitá-los posteriormente (espero que os mesmos apareçam daqui para a frente na série).

O Pacto parece-me uma excelente aposta para quem aprecia o género New Adult. Mesmo quem não seja fã, como eu, revelou ser uma leitura que entreteve e bastante célere. Por vezes dava por mim a pensar naquele casal e retomava a leitura. Apesar de ter havido alguns clichés na história, inexplicavelmente senti-me agarrada àquele universo. Gostei.


Sem comentários:

Publicar um comentário