quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Especial MOTELx 2017: Better Watch Out de Chris Peckover


Sinopse: Luke é um rapaz como muitos outros, com uma família suburbana atenciosa. É a altura do Natal e os seus pais vão jantar fora, deixando o rapaz de 12 anos ao cargo da babysitter Ashley que, por acaso, também é a rapariga por quem tem uma grande paixão. Enquanto Luke a tenta impressionar, ambos apercebem-se rapidamente de que um estranho se está a meter com eles. Fechados em casa sem forma de comunicar com o mundo exterior, e forçados a jogar ao gato e ao rato, esta vai ser uma autêntica luta pela sobrevivência... ou será que é algo ainda mais sinistro? Com claras referências ao “Home Alone”, “Better Watch Out” pega no conceito do clássico dos anos 1990 e faz dele uma inteligente comédia negra, onde o Natal se transforma em plano de fundo para uma história sangrenta de home invasion.

Opinião: Um filme surpreendente que parece apostado em acabar com o espírito natalício que ainda resta.
A premissa desta comédia negra poderia perfeitamente ser: "E se Sozinho em Casa tivesse sido realizado por Wes Craven, por Tobe Hooper ou mesmo por Rob Zombie?"

Quando começamos a ver Better Watch Out vamos com a expectativa de ver algo relacionado com a subtrama "Home Invasion" e por alguns momentos, parece que a acção vai nesse sentido. Contudo, vemo-nos perante um "volte face" algo inesperado e a narrativa passa a seguir uma linha completamente diferente.

É óbvia a inspiração deste filme no franchise familiar "Sozinho em Casa" que imortalizou Macaulay Culkin no papel do engenhoso Kevin McCallister. Todavia Better Watch Out não é um filme que mereça, de forma alguma, a classificação de "Maiores de 6", nem tampouco "Maiores de 12".

De realçar a magistral interpretação do jovem actor australiano Levi Miller que tinha apenas 14 anos aquando do lançamento desta obra.

Uma vez mais é um filme surpreendente, provocador e que poderá até perturbar alguns espectadores mais sensíveis.


Sem comentários:

Publicar um comentário