quarta-feira, 20 de março de 2019

Shari Lapena - Um Estranho Dentro de Casa [Opinião]


Sinopse: AQUI

Opinião: Foi com grande satisfação que tive conhecimento da publicação do livro Um Estranho Dentro de Casa, o segundo título da autora de O Casal do Lado. Afinal de contas, este foi um thriller psicológico que me proporcionou uma leitura bastante aprazível, uma vez que, após a leitura da primeira obra, dei por mim genuinamente expectante com a evolução da escrita de Shari Lapena.

Ainda que as histórias sejam independentes, reconheço um denominador comum entre os dois títulos: a forma como Lapena é capaz de manipular uma situação familiar confortável ao ponto de a tornar um pesadelo, não olvidando, ainda, a forma frenética com que as acções se desenrolaram, envolvendo o leitor na trama desde a primeira até à última página.
Os livros partem de premissas completamente distintas: enquanto O Casal do Lado se debruça sobre o desaparecimento de um bebé, Um Estranho Dentro de Casa, por seu turno, centra-se num inusitado acidente de uma mulher.

Karen, casada com Tom, sai subitamente de casa e tem um acidente de viação numa zona perigosa da cidade. Já no hospital, a protagonista revela não se recordar dos contornos do acidente, começando então a cair um véu de interrogações sobre os motivos que a levaram a despistar-se com o automóvel, bem como a relação desse acidente com o assassinato de um homem cujo corpo é encontrado na mesma zona da cidade onde decorreu o despiste. 

Conforme já referi, considerei o prólogo bastante ágil, pelo que, rapidamente, nos vemos envolvidos na trama. Confesso que, à medida que avançava na leitura, também comecei a tirar as minhas próprias conclusões, tendo dado por mim a considerar suspeito que a mulher saísse de casa daquela forma, deixando todos os seus pertences para trás, sem haver uma clara intenção da fuga.
Apesar deste ser, claramente, o principal mistério da história, esta vai tendo algumas ramificações igualmente intrigantes: estaria Karen verdadeiramente amnésica? Será que a personagem conhecia, efectivamente, a vítima de homicídio? E qual será o papel que a vizinha e amiga Brigid tem nesta história, tendo em conta que esta transpunha regularmente a barreira da privacidade do casal?
Devo dizer que, por esta razão, esta mulher me deixou irada diversas vezes.

Ainda que tenha reconhecido alguns clichés na história, nunca perdi o interesse pela mesma. Gradualmente são desvendados alguns segredos sobre a protagonista à medida que vemos a relação, aparentemente, idílica do casal metamorfosear-se em algo totalmente diferente. 
Além das várias situações em catadupa, a leitura é voraz, a meu ver, devido aos capítulos curtos e instigantes. Contudo, não posso afirmar o mesmo relativamente ao final pois achei-o bastante previsível e no que concerne ao pequeno twist nas últimas páginas, confesso que já o havia equacionado. Por essa razão, infelizmente, posso afirmar que o desfecho não me ludibriou como teria gostado. 

Se tiver que eleger um livro preferido da autora Shari Lapena, a minha preferência recai sobre a obra de estreia, O Casal do Lado (ainda me estão na retina os contornos do rapto daquele bebé). Contudo, Um Estranho Dentro de Casa oferece-nos uma leitura frenética e de puro entretetimento. 


Sem comentários:

Publicar um comentário