sexta-feira, 3 de junho de 2016

Mason Cross - O Caçador [Opinião]

Sinopse: AQUI

Opinião: Livro de estreia de Mason Cross, O Caçador prima, sobretudo, pelo ritmo de acção frenética. A trama passa-se em poucos dias, intensificando o ritmo da mesma.

É, como o título assim o refere, uma história sobre um caçador e uma presa. Não no sentido figurado, claro. Falo de uma caça ao homem, um jogo do gato e do rato que toma proporções estonteantes se tivermos em conta que o antagonista, Caleb Wardell, é um homem perigoso que já ceifou a vida a quase duas dezenas de pessoas. O leitor é sugado nesta corrida contra o tempo para evitar mais homicídios.
Porém, consegue ser diferente dos outros thrillers que abordem esta temática na medida em que a estrutura da obra dá a conhecer não só a perspectiva do herói, Carter Blake, como do antagonista que escapou da prisão e está na mira de Blake. Evidencia, desta forma, os pontos de vista das duas personagens bem como uma terceira, Elaine Banner, com quem Blake se associa e que me parece ter um papel tão importante quanto os dois homens.

Por falar nas personagens, creio que pouco é desvendado por Carter Blake, ficando a sensação de eu, leitora, querer conhecer mais sobre o herói. A TopSeller revela, numa das badanas do livro, a continuação da série e, pessoalmente, fico satisfeita em acompanhar mais sobre este protagonista tão enigmático.

Embora seja um livro de leitura célere devido à temática de caça ao homem (e bastante cinematográfico), creio também que a mesma se torna previsível. Não obstante as reviravoltas relacionadas com os passos de Caleb Wardell, é com relativa facilidade que se consegue prever o desfecho da obra.

Em suma, estamos perante um thriller que, embora seja relativamente previsível, vale a pena pelo ritmo estonteante da acção. Atrever-me-ei a dizer que neste livro não há momentos mortos, pelo que a acção nunca perde o interesse.
A melhor notícia? O livro seguinte, O Samaritano, também será publicado em breve para que possamos acompanhar mais uma aventura de Carter Blake. 


Sem comentários:

Publicar um comentário