quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Clare Empson - Ele Era O Amor Da Minha Vida [Opinião]


Sinopse: AQUI

Opinião: Um thriller simples mas muito intenso que se desenrola sobre uma situação muito peculiar: a protagonista, Catherine, deixou de falar. Suspeitamos que o seu mutismo dever-se-á a um choque traumático de tal ordem que inibiu as capacidades de se expressar verbalmente. Esta é a acção actual, uma subnarrativa que intercala com outros dois momentos temporais.

Há 15 anos atrás, Catherine conhece o amor da sua vida, um homem chamado Lucian. Não é o seu marido pelo que rapidamente concluímos que esta história de amor não terá vingando, por alguma razão. A subtrama remota a 4 meses atrás, é a que desenvolve os acontecimentos que terão despoletado o mutismo da personagem principal feminina. Achei curioso que esta subnarrativa é narrada a duas vozes: por Catherine e Lucian, permitindo o leitor conhecer ambas as versões dos acontecimentos e assim, tirar as suas próprias ilações.

Acima de tudo, este livro prima pelo convite à reflexão. Nem todas as obras do género trabalham habilmente os temas do matrimónio, o amor e as decisões que tomamos em detrimento de sentimentos tão inferiores como a culpa ou a vergonha. Considero que a autora conseguiu alicerçar uma boa história sobre estes assuntos. Atrever-me-ia a dizer que estamos perante um thriller aprimorado e sofisticado. Há uma elegância na descrição e uma omissão de factos violentos, muito embora considere que a autora nos apresenta passagens muito intensas, deixando-me algo inquieta em alguns momentos da leitura.

Apesar de ter avaliado a acção cronologicamente mais antiga, a que remota a 15 anos atrás, bastante previsível, nada me podia preparar para a resposta do mutismo de Catherine. Um acontecimento dramático e impetuoso que me deixou amargurada e quase solidária com o trauma da protagonista. Perante a intensidade deste acontecimento, a previsibilidade da dita subtrama passou a ser secundária e eu não poderia deixar de ficar rendida com a história.

Ainda que, de uma forma geral, toda a trama se caracterize por um ritmo moroso - atentando no detalhe de um passado desconhecido, entrelaçando-o com o presente, foi, para mim, uma rápida e voraz leitura. Não perdi o interesse em momento algum, numa ânsia de perceber a razão pela qual Catherine deixou de falar.

É um promissor romance de estreia. A avaliar por Ele Era o Amor Da Minha Vida - um título bastante sugestivo - um thriller leve e envolvente, que nos leva a questionar as consequências das escolhas nas nossas vidas.



Sem comentários:

Publicar um comentário