segunda-feira, 26 de março de 2018

A. J. Finn - A Mulher à Janela [Divulgação Editorial Presença]


Data de publicação: 22 Março 2018

               Título Original: The Woman In The Window
               Colecção: Grandes Narrativas #685
               Tradução: Maria João Lourenço
               Preço com IVA: 20,90€
               Páginas: 488
               ISBN: 9789722361873 

A Mulher à Janela é um thriller eletrizante onde nada nem ninguém é o que parece. A adaptação ao cinema está a ser produzida pela FOX.

Sinopse: Anna Fox não sai à rua há dez meses, um longo período em que ela vagueou pelos quartos da sua velha casa em Nova Iorque como se fosse um fantasma, perdida nas suas memórias e aterrorizada só de pensar em sair à rua. A ligação de Anna ao mundo real é uma janela, junto à qual passa os dias a observar os vizinhos.
Quando os Russells se mudam para a casa em frente, Anna sente-se desde logo atraída por eles - uma família perfeita de três pessoas que a fazem recordar-se da vida que já teve. Mas um dia, um grito quebra o silêncio e Anna, da sua janela, testemunha algo que ninguém deveria ter visto e terá de fazer tudo para encobrir o que presenciou. Mas mesmo que decida falar, irá alguém acreditar nela? E poderá Anna acreditar em si própria?

Sobre o autor: A.J. Finn é o pseudónimo de Daniel Mallory. Possui uma licenciatura pela Universidade de Oxford e tem colaborado como crítico literário em publicações como o Los Angeles Times, The Washington Post e The Times Literary Suplemment. Natural de Nova Iorque onde reside atualmente, viveu em Londres durante dez anos. O seu livro de estreia, A Mulher à Janela, foi já vendido para 38 países e está a ser adaptado ao cinema pela Fox.

Imprensa
«Espantoso. Entusiasmante. Fantástico. A.J. Finn criou um romance noir para o novo milénio.» 
Gillian Flynn 

«Uma história de amor, perda e loucura muito bem escrita e com uma trama brilhante.»  Washington Post 

 «É um livro que dificilmente se consegue pousar.»
Chicago Tribune 

«A cada virar de página, sob tensão permanente, e à medida que vamos excluindo as hipóteses que arriscámos sobre o passado de Anna, um novo pesadelo surge diante de nós.» 
Kirkus Review

Sem comentários:

Publicar um comentário