terça-feira, 7 de abril de 2015

Elizabeth Adler - Mistério na Califórnia [Opinião]


Sinopse: AQUI

Opinião: Foi com Mistério na Califórnia que me estreei nas obras de Elizabeth Adler, autora de um vasto catálogo em Portugal. Como depreendo que os livros sejam de séries e vós sabeis que prefiro lê-las ordenadamente, nunca me ocorreu experimentar um livro da autoria de Elizabeth Adler. No entanto, ao ler a sinopse de Mistério na Califórnia e verificar no Goodreads que o título é um standalone (e a capa original era algo sombria), decidi então enveredar por uma obra da autora.

Como podem julgar pela capa portuguesa, este livro não é policial. Para ser concisa, categorizo este livro como um suspense romântico e o prólogo esse, bem é extremamente forte e despoletou uma enorme curiosidade em devorar esta obra. O que acabou por não acontecer... O que era um prólogo animador e intenso, deixando-me antever umas mortes bem gráficas, acabou por se diluir numa história de romance.

Com o avançar da história, fui-me apercebendo que a trama se foca nos casais que vão formando. Desenvolvem-se as interacções entre o homem misterioso cheio de sangue e a viúva Fen Dexter e as suas sobrinhas com as personagens masculinas subjacentes. O crime perpetuado no prólogo é pontualmente mencionado.
Não que desgoste de tramas que envolvam intrigas românticas (vós sabeis que, volta e meia, gosto de ler um livro erótico) mas o prólogo deixou-me um travo. E as minhas expectativas foram sendo tecidas a partir daí, tendo sido algo goradas.

Dado que o livro é do género da Sandra Brown, é de esperar uma leitura descontraída, leve e rápida. E assim foi. A narrativa é relativamente linear e, francamente, senti falta das reviravoltas que me surpreendem. O desvendar da identidade do vilão não constituiu aquele impacto a que estou habituada.
Além disso, durante a leitura, estava na expectativa de encontrar mais passagens do cariz violento como lera no prólogo, facto que me deixou desiludida. No entanto, as poucas descrições ditas mais violentas são de facto duras. De repente, recordo-me de uma passagem sobre Hector, que me chocou imenso.

Posto isto e como terão percebido, ainda que Mistério na Califórnia me tenha proporcionado uma boa leitura, devo confessar que não me encheu as medidas.


2 comentários:

  1. Olá.

    Não sei porquê, mas este livro também não me chama a atenção.
    Pena que não tenha sido uma leitura melhor.

    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
  2. Ohh que pena! Tive o livro cá em casa para passatempo e a sinopse de facto era mega cativante!!

    ResponderEliminar