terça-feira, 30 de julho de 2019

JP Delaney - Acredita em Mim [Opinião]


Sinopse: AQUI

Opinião: O segundo livro de JP Delaney, autor da obra A Rapariga de Antes assenta sobre uma situação insólita: a protagonista, Claire Wright, tem como actividade profissional seduzir homens com a finalidade de desmascarar situações de infidelidade, o que, a meu ver, é deveras inverossímil. Parti, portanto, pouco convencida para esta leitura não obstante ter apreciado a forma como a história começa, logo com um brutal homicídio em circunstâncias duvidosas, tendo captado de imediato a minha atenção.
A vítima é Stella Fogler, esposa do aparente fidelíssimo Patrick Fogler que, por não se deixar seduzir por Claire, o vi como uma das suas "missões falhadas".

Apesar da profissão de Claire não me ter convencido, fiquei irremediavelmente intrigada com a autoria do crime. Senti-me céptica pois ao longo da leitura não conseguia atribuir a culpa a nenhum dos protagonistas. Tanto Patrick como Claire são personagens não confiáveis e, apesar da complexidade da personagem feminina e da aparente falta de moral que ela apresenta na sua actividade profissional, questionava-me se seria capaz de cometer um homicídio. 

Por estar tão curiosa com os contornos deste crime, considerei Acredita em Mim como uma obra de leitura ávida, percepção que atribuo também à estrutura da história, organizada em capítulos curtos, muitos deles sob a forma de diálogos intensos, o que, a meu ver, agilizou a trama.

A história é enriquecida pelos trechos da obra do controverso poeta Baudelaire. Assumo que sou imberbe no que concerne aos trabalhos deste, mas não pude deixar de me sentir atraída pelos excertos e, a partir dos mesmos, tecer algumas teorias para o desenvolvimento da história pois fazem um paralelismo, ainda que metafórico, entre a acção e os poemas.

Gostei da forma como a acção se desenvolve, alicerçada pelas ilusões e revelações em catadupa, tendo-me surpreendido por diversas vezes. Considero que esta falta de discernimento em averiguar os factos reais dos fictícios é o que mais impressiona nesta história.

À semelhança do livro antecessor, Acredita em Mim apresenta uma forte conotação sexual, o que, a meu ver, confere um toque ousado e invulgar à narrativa. 

Em suma, esta é uma história que, embora se alicerce numa situação altamente improvável, se desenvolve sobre enganos. Com contornos sensuais, é uma trama que alicia, vicia e surpreende o leitor.


Sem comentários:

Publicar um comentário